Please use this identifier to cite or link to this item: http://ric.cps.sp.gov.br/handle/123456789/4435
Title: Análise da variação do teor de manganês e cromo na resistência ao desgaste dos aços austeníticos ao manganês - Hadfield
Authors: TRINDADE, Adriel de Brito Maciel
metadata.dc.contributor.advisor: ROSSINO, Luciana Sgarbi
metadata.dc.type: Artigo científico
Keywords: Manganês;Cromo;Aço inoxidável austenítico;Desgaste;Abrasão
Issue Date: Jun-2020
Publisher: 003
Citation: TRINDADE, Adriel de Brito Maciel. Análise da variação do teor de Manganês e cromo na resistência ao desgaste dos aços austeníticos ao manganês: Hadfield, 2020. Trabalho de conclusão de Curso (Curso Superior de Tecnologia em Processos Metalurgicos) – Fatec José Crespo Gonzales, Sorocaba, 2020.
Abstract: O objetivo deste trabalho é analisar a influência da variação de manganês e cromo na resistência ao desgaste de aço austeníticos ao manganês, aplicado em britadores de minério, e verificar os mecanismos de encruamento atuantes nessas ligas. Considerando a importância desse material para mineração e a importância desse setor para nosso país, toda pesquisa que vise compreender suas propriedades e gerar conhecimento, é de grande valia. Para tanto, foram produzidas ligas com teor de manganês (Mn) variando entre 12 e 21%, contendo cromo entre 0,31 a 2,06 %. A resistência ao desgaste das ligas estudadas foi determinada através da realização de ensaios de microabrasão por esfera fixa. Para a análise dos mecanismos de encruamento, foram realizados ensaios de impacto por martelamento seguido de metalografia óptica e ensaio de perfil de dureza. Os resultados evidenciaram que o aço com percentual mais elevado de manganês, 21,4%, com adição de cromo possui maior resistência ao desgaste. Observou-se que o mecanismo atuante no encruamento dessas ligas é a maclação de deformação, podendo elevar a dureza desses aços em valores quatro vezes maior que sua dureza inicial. Conclui-se que o teor de Mn e Cr presente nesses materiais influenciam na resistência ao desgaste abrasivo, sendo o Mn de maior influência, e que o mecanismo de encruamento atuante para esses aços é a maclação de deformação
URI: http://ric.cps.sp.gov.br/handle/123456789/4435
Appears in Collections:Trabalhos de conclusão de curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adriel de Brito Maciel Trindade (Prof. Luciana - Processos Metalúrgicos).pdf
  Restricted Access
782.51 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.