Please use this identifier to cite or link to this item: http://ric.cps.sp.gov.br/handle/123456789/8543
Title: Projeto Colibri: uso da pectina extraída do bagaço da laranja para fabricação de cápsulas protetoras e nutritivas para sementes
Other Titles: Colibri Project: use of pectin extracted from orange pomace to manufacture protective and nutritious capsules for seeds
Authors: SOUZA, Caroline Damaceno
ANDRADE, Lívia Nascimento
GOIS, Vitor Manoel Alves
metadata.dc.contributor.advisor: DELBIANCO, Gislaine Barana
BLEZER, Reinaldo
metadata.dc.contributor.other: BOZZA, Adriana de Cássia Luck
SANCHES, Daniela Brugnaro Massari
SILVA, Adelita Xavier dos Santos
metadata.dc.type: Monografia
Keywords: Desmatamento;Pectina
Issue Date: 8-Dec-2021
Publisher: 104
Citation: SOUZA, Caroline Damaceno, ANDRADE, Lívia Nascimento, GOIS, Vitor Manoel Alves. Projeto Colibri: uso da pectina extraída do bagaço da laranja para fabricação de cápsulas protetoras e nutritivas para sementes. 2021. 30f.Trabalho de Conclusão de Curso(Técnico em Química). Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, Escola Técnica Estadual - ETEC-Trajano Camargo, Limeira.
Abstract: O desmatamento pode ser atribuído a diversas causas, em sua maioria antrópicas, como: expansão do agronegócio, extrativismo animal, vegetal e mineral, exploração de matériaprima, urbanização, queimadas ilegais e especulação fundiária. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) divulgou a estimativa da taxa de desmatamento para os nove estados da Amazônia Legal Brasileira, o valor estimado é de 9.762 km² para o período de agosto de 2018 a julho de 2019. Esse valor representa um aumento de 29,54% em relação a taxa de desmatamento apurada pelo PRODES 2018 que foi de 7.536 km² (INPE, 2019). Uma tecnologia usada em projetos de reflorestamento são as bombas de sementes, formadas a partir de sementes (isoladas ou agrupadas) envoltas em uma mistura de argila e compostos, foram criadas na década de 1970 pelo fazendeiro e microbiologista japonês Masanobu Fukuoka e podem ser liberadas em áreas abandonadas ou desmatadas. A pectina é um hidrocolóide natural utilizado nas indústrias de alimentos, bebidas e farmacêutica devido ao seu gel funcional e propriedades estáveis. Este polissacarídeo é um componente multifuncional nas paredes das células vegetais. Extraído principalmente de frutas cítricas e tecido vegetais jovens. A partir dos fatos acima, este trabalho visa substituir a argila das bombas de semente pela pectina extraído do bagaço da laranja, produzindo uma cápsula que proteja e nutra as sementes.
The deforestation can be attributed to several causes, mostly anthropogenic, such as: expansion of agribusiness, animal, plant and mineral extractivism, exploitation of raw materials, urbanization, illegal burning and land speculation. The National Institute of Educational Studies and Research (INPE) released the estimated deforestation rate for the nine states of the Brazilian Legal Amazon, the estimated value is 9,762 km² for the period from August 2018 to July 2019. This value represents an increase of 29.54% in relation to the deforestation rate calculated by PRODES 2018, which was 7,536 km² (INPE, 2019). One technology used in reforestation projects is seed bombs, formed from seeds (isolated or grouped) wrapped in a mixture of clay and compost, created in the 1970s by a Japanese farmer and microbiologist, Masanobu Fukuoka, and can be thrown in abandoned or deforested areas. Pectin is a natural hydrocolloid used in the food, beverage and pharmaceutical industries due to its functional gel and stable properties. This polysaccharide is a multifunctional component in plant cell walls. Extracted mainly from citrus fruits and young plant tissue. Based on the above facts, this work aims to replace the clay used in seed bombs with pectin extracted from orange bagasse, producing a capsule that protect and nourish the seeds.
URI: http://ric.cps.sp.gov.br/handle/123456789/8543
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PROJETO COLIBRI.pdf920.88 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.