Please use this identifier to cite or link to this item: http://ric.cps.sp.gov.br/handle/123456789/6304
Title: Odor em estação de tratamento de esgoto – Forma de redução do odor em estação de tratamento de esgoto (ETE).
Authors: ABREU, Larissa de
metadata.dc.contributor.advisor: LONGATTI, Cláudia Aparecida
metadata.dc.contributor.other: ASSIS, Camila Molena de
FERRARETTO, Tânia Rita Gritti
metadata.dc.type: Monografia
Keywords: Esgotos sanitários;Bacteremia
Issue Date: 23-Aug-2019
Publisher: 114
Citation: ABREU, Larissa. Odor em estação de tratamento de esgoto. 2019. Trabalho de conclusão de curso (Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental)- Faculdade de Tecnologia Deputado Ary Fossen, Jundiaí, 2019.
Abstract: Todo processo de urbanização tem produção de resíduos domésticos e industriais que são lançados ao meio ambiente de forma liquida ou gasosa, e dependendo de suas características química pode ser poluente. Esses resíduos necessitam de um processo de tratamento para que possa ocorrer o desague nos rios ou lagos em padrões adequados conforme a CONAMA 430. Porém o processo de tratamento libera gases odoríferos que causam incomodo e prejuízos a saúde da população ao redor da estação e também aos funcionários. Conhecendo os processos da estação de tratamento de efluentes e sabendo que existem dois tipos, o aeróbico e o anaeróbico, sendo que o aeróbico utiliza lagoas aeradas, lodos ativados e filtros biológicos, um processo que necessita de oxigênio. O anaeróbico, é um processo mais lento onde o oxigênio pode ser tóxico aos microrganismos existentes por este motivo é uma estação fechada que devido ações biológicas ocorre a liberação de gases provenientes do sulfeto, desta forma as ações anaeróbicas tem maior emissão de odores. O composto odorante tem origem de compostos sulfurados ou azotados, tendo liberação de ácido sulfídrico, por consequência da redução do sulfato e as ações anaeróbicas potencializam a liberação de mercaptanas e amoníacos. Destacado o ácido sulfídrico por ser o mais liberado, e ter forte odor de ovo podre, é um gás que existe naturalmente no meio ambiente e sua presença por ações antrópicas em maioria é proveniente da estação de tratamento. Este gás tem reações no ambiente e no homem, sendo prejudicial a saúde. Para que ocorra a minimização do odor ou redução é necessário a utilização de bactérias sulforreduttoras, que agem na oxidação dos substratos, competindo com bactérias fermentativas, acetogênicas e metanogênicas pelo substrato disponível, diminuindo a liberação do Sulfato e evitando a ligação para geração do H2S. Essas ações beneficiam os trabalhadores da estação e moradores ao redor da ETE, trazendo qualidade de vida de bem estar, pois elimina o desconforto do mau cheiro e menos riscos à saúde.
Every process of urbanization has production of domestic and industrial waste that is discharged into the environment in liquid or gaseous form, and depending on its chemical characteristics can be polluting. These residues require a treatment process so that rivers or lakes can be discharged to appropriate standards in accordance with Conama 430. However, the treatment process releases odorous gases that cause discomfort and damage to the health of the population around the station and staff.Knowing the processes of the wastewater treatment plant and knowing that there are two types, the aerobic and the anaerobic, having similar actions the aerobic process uses aerated lagoons, activated sludge and biological filters, being an open process because it requires oxygen, the anaerobic , is a slower process where oxygen can be toxic to existing microorganisms for this reason is a closed season that due to biological actions, release of gases from sulfide and anaerobic actions has higher odor emission. The odorant compound originates from sulfurized or nitrogenous compounds, having release of sulfuric acid as a result of sulfate reduction and anaerobic actions potentiate the release of mercaptans and ammonia.Noteworthy the sulfuric acid is the most released, and has a strong odor of rotten egg, is a gas that exists naturally in the environment and its presence by anthropic actions mostly comes from the treatment station. This gas has reactions in the environment and in humans, being harmful to health.For odor minimization or reduction to occur, it is necessary to use sulforreductive bacteria, which acts on the oxidation of partially or completely substrates, competing with fermentative, acetogenic and methanogenic bacteria for the available substrate, decreasing Sulfate release and avoiding generation bonding. of H2S.These actions benefit station workers, residents around the WWTP, bringing well-being quality of life, as it eliminates the discomfort of the bad smell and less health risks.Keywords: Sewer. Hydrogen sulfide. Sulfate. Bacteria. Cheers
URI: http://ric.cps.sp.gov.br/handle/123456789/6304
Appears in Collections:Trabalhos de conclusão de curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tecnologiaemgestãoambiental_2019_1_ Larissa de Abreu_ Odor em estação de tratamento de esgoto.pdf
  Restricted Access
376.7 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.